Quem trabalha pelo Direito dos outros precisa ter os seus respeitados e sua importância reconhecida.

"O ADVOGADO É INDISPENSÁVEL À ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA, SENDO INVIOLÁVEL POR SEUS ATOS E MANIFESTAÇÕES NO EXERCÍCIO DA PROFISSÃO, NOS LIMITES DA LEI."
CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, ARTIGO 133.

VALORIZAR O ADVOGADO #ÉdeLei

Defesa dos interesses da classe, incremento dos estudos jurídicos, promoção de convívio
entre os advogados e acompanhamento da legislação. Foram estes os principais ideais
que levaram, no início da década de 40, à criação
da Associação dos Advogados de São Paulo. Desde então, a AASP vem lutando pelos
direitos e prerrogativas da classe, exercendo papel fundamental e protagonista nas mais
 relevantes discussões jurídicas em todo o país.

Por todos esses motivos, a AASP não poderia calar-se frente a um momento muito delicado
para a classe dos advogados. Vemos a cada dia a profissão ser desvalorizada, diminuída.
Os motivos são vários e vão desde a intolerância com a importância da garantia a todos do
direito à defesa até a soberba de profissionais em todas as áreas da justiça,
inclusive dos próprios advogados.

A campanha “Valorizar o Advogado É de Lei” vem para devolver à classe seu papel
protagonista na garantia dos direitos de todos. Para nós da AASP, reconhecer o
advogado e valorizá-lo está em nosso DNA. Valorize o advogado. É de Lei.

Muito aconteceu no Direito nessas sete décadas de existência da AASP.
Milhares de novas leis entraram em vigor. Houve mudanças nos processos, ritos
e no ensino. O Brasil conquistou sua nova Constituição e, com ela, em seu
artigo 133, o advogado teve reconhecido seu papel na administração da justiça.
Mas tudo isso ainda não basta. É preciso que o advogado seja, de fato, valorizado.

A campanha "Valorizar o Advogado É de Lei" usará de vários recursos da Comunicação
para devolver aos advogados o orgulho de pertencer à classe. A iniciativa chega
acompanhada de investimento na Ouvidoria da Associação, já consagrada pelas
iniciativas em defender as prerrogativas dos advogados. Advogados que têm seus
direitos violados ou se sentem prejudicados podem procurar a instituição
para que ela os oriente e até mesmo os represente judicialmente.

 

Fonte: http://www.aasp.org.br/edelei/